IMG-20180913-WA0075

A saída de Lula, sendo substituído por Haddad e após Bolsonaro ser atingido por facada, em Minas Gerais, mudou bastante o cenário. Antes, Lula aparecia absoluto em 1º. lugar, seguido por Bolsonaro e, a partir daí, a coisa embolava. Na pesquisa Datafolha divulgada no dia 22 de agosto, Alckmin se encontrava na rabeira do primeiro pelotão, atrás de Jair Bolsonaro (PSL), de Marina Silva (Rede), e de Ciro Gomes (PDT).

O cenário agora começa a se ajustar, primeiro porque o substituto de Lula só é conhecido em São Paulo e, principalmente no Nordeste, ninguém o conhece e, em segundo lugar, pelo início da propaganda eleitoral, onde o povo já começa a se identificar com Alckmin, que é o candidato de maior experiência entre os demais.

Na última pesquisa, Alckmin já pulou para o 2º. lugar. Embora esteja empatado tecnicamente com Ciro, Marina e Haddad, isso mostra que o crescimento já começou.

Alckmin acumula experiência e resultados positivos. Não é à toa que já foi governador de São Paulo, a maior das metrópoles brasileiras, por 4 vezes. Sua experiência política, no entanto, se iniciou bem antes.

Biografia

Geraldo José Rodrigues Alckmin Filho nasceu no dia 7 de novembro de 1952, em Pindamonhangaba, interior de SP. É católico, formado em Medicina com especialização em anestesiologia.

Em Pindamonhangaba, onde nasceu, foi eleito vereador, presidente da Câmara dos Vereadores e prefeito. Depois, foi eleito deputado estadual nas eleições de 1982 e deputado federal em 1986 e 1990. Em 1988, descontente com os rumos do PMDB, Alckmin, Franco Montoro, José Serra, Bresser Pereira, Fernando Henrique Cardoso, Mário Covas e outros dissidentes fundaram o PSDB – Partido da Social Democracia Brasileira.

Entre 1991 a 1994, presidiu o PSDB-SP. Em 1994, elegeu-se vice-governador de Mário Covas. Com a morte de Covas, em março de 2001, assumiu o governo e se reelegeu em 2002.

Em março de 2006, renunciou ao governo paulista para concorrer à presidência na eleição do mesmo ano. Obteve 39,17% dos votos no segundo turno, sendo derrotado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foi eleito governador no primeiro turno da eleição de 2010, retornando ao Palácio dos Bandeirantes em janeiro de 2011. Em 2014, reelegeu-se governador no primeiro turno, sendo o político que por mais tempo comandou o governo de São Paulo desde a redemocratização do Brasil.

É casado com Lu Alckmin, com quem teve três filhos: Sophia, Geraldo e Thomaz, que morreu em 2015, em um acidente de helicóptero em Carapicuíba, Região Metropolitana de São Paulo.

A partir de todo este histórico e através de consultas a personalidades políticas e não políticas de todo o país, formadores de opinião, a equipe da Revista TOTAL e do Blog da Revista TOTAL, após vários estudos técnicos, confirma que Geraldo Alckmin será o próximo presidente do Brasil, elegendo-se no 2º Turno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar