Posição do Solidariedade é indicativo de que Luciana Santos não será a vice de Paulo Câmara

IMG-20180801-WA0078

Após reunião dos mandatários do Solidariedade com o governador e pré-candidato à reeleição pelo PSB, Paulo Câmara, na tarde desta quarta-feira (1), o partido anuncia oficialmente que integra a Frente Popular no pleito de 2018. O grupo jamais saiu da base do governo de Pernambuco e democraticamente defendeu o seu espaço na atual administração, afim de afinar as coligações necessárias e proteger seus mandatos e candidatos. A comunicação entre as partes foi garantida, de forma a superar todas as questões colocadas.
De acordo com o deputado federal, pré-candidato à reeleição e líder do Solidariedade em Pernambuco, Augusto Coutinho, é importante destacar que em hora alguma o partido esteve fora do governo. “Houve muita especulação, mas o trabalho que realizamos foi o de escuta ativa para que pudéssemos alinhas expectativas e espaços sempre tendo em mente o que é melhor para o estado – e foi pensando no que acreditamos ser o melhor para a população que investimos nessa união”, declarou. No início da noite desta quarta-feira, o parlamentar declinou os convites realizados pelo grupo de oposição, cumprimentando o pré-candidato Armando Monteiro Neto.
O Solidariedade conta atualmente com dois deputados federais, um estadual, três prefeitos, cinco vice-prefeitos e 57 vereadores em Pernambuco, e pretende aumentar a participação em todas as esferas a partir de 2019. A convenção que oficializará os nomes que concorrerão às eleições deste ano será realizada no sábado (4), às 11h, na sede do partido, na Rua da Saudade, no Recife.

Blog ponto de vista

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar