IMG-20180730-WA0036
O corpo da médica Raynéia Gabrielle da Costa Lima, de 31 anos, que nasceu em Vitória de Santo Antão, está esperando a liberação por parte das autoridades da Nicarágua para que seja trazida para Pernambuco. A médica, que estava trabalhando em um hospital na cidade de Manágua, foi morta a tiros e a principal suspeita é de que os disparos tenham sido feitos por pessoas ligadas ao presidente Daniel Ortega.
​O governador Paulo Câmara (PSB) determinou que todas as providências para a traslado fossem tomadas pelo Governo do Estado, que vai custear as despesas. A mãe da aposentada, Maria José da Costa, informou que o velório e o sepultamento acontecerá no Cemitério Pousada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife.
​Autoridades policiais daquele País disseram que um homem, Piersen Guierrez Solis, de 42 anos, havia sido preso como o principal suspeito de ser o autor dos disparos fatais. Com ele foi apreendida uma carabina M4, que teria sido utilizada para a prática do crime

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar