IMG-20180711-WA0106

Por Márcio Maia

Os cantores Vavá, que é ex-integrante da banda Karametade, e Márcio, conhecidos como os gêmeos do pagode, foram expulsos do palco durante uma apresentação na casa de shows “Boteco dos Primos”, localizada no centro de Caruaru, no sábado (7) passado. Segundo relato dos que assistiam ao show, os cantores aparentavam estar embriagados, chegaram atrasados e reclamaram muito da qualidade do som.
O proprietário do estabelecimento, Renan, confirmou que revoltou-se com o procedimento dos artistas que tentavam humilhar a estrutura da casa. Disse que, antes da apresentação da dupla, outros grupos musicais tocaram com o mesmo equipamento de som sem qualquer reclamação. Adiantou que eles estavam sem voz por já terem participado de dois outros shows, como confessaram, e que o volume estava no último nível o que provocava microfonia (apitos seguidos).
Durante a apresentação, a dupla parou de cantar algumas vezes e Márcio chegou a apontar para o “ponto de ouvido”, reclamando da qualidade.
A reclamação explícita irritou o proprietário que subiu ao palco e usando o microfone, os expulsou do palco. “Os caras não têm mais voz e colocamos o som no talo, por isso que está apitando. Agora, esses caras chapados em cima do palco, que chegaram com uma hora de atraso, vêm humilhar minha casa. Não humilham não. Desçam do palco. A casa é minha e eu peço para vocês se retirarem”, afirmou Renan, enquanto os artistas mostravam surpresa e deixavam a casa sem concluir a apresentação
Através de um vídeo no Instagram, os cantores assumiram o atraso, mas negaram que tenham agido com desrespeito à casa e se desculparam alegando que a segunda parte do cachê foi paga com atraso.
Muitos frequentadores do Boteco dos primo e alguns fans da dupla mostraram-se revoltados com os cantores e disseram que eles queriam ser estrelas demais e que tentavam passar a imagem de superioridade.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar