IMG-20180531-WA0111

O vereador do Recife e presidente estadual do Patriota, Davi Muniz, está entusiasmado com os entendimentos que estão sendo mantidos para a composição das chapas para as disputas a vagas na Câmara Federal e Assembleia Legislativa. Ele adiantou que está definido que o partido não fará coligações na disputa proporcional e que a decisão sobre o posicionamento em relação às chapas majoritárias.

Davi Muniz, que concorre a uma vaga na Câmara Alta, entende que o partido está muito bem representado na maioria dos colégios eleitorais e conta com a apoio de muitas lideranças políticas, empresariais e, principalmente, comunitárias. “Também já contamos com diversas entidades sindicais. Já recebemos a confirmação do apoio da Nova Central, que conta com 48 importantes sindicatos”.
Ressaltou também o apoio demonstrado pelo Sindicato dos Transportes Complementares. “Fomos procurados pelos dirigentes da entidade que reconhecem nosso trabalho e já nos dispusemos a apoiar as ações da entidade para regulamentar o funcionamento do serviço em todo o Estado. Os sindicatos, cooperativas e associações estão dispostos a apoiar nossas candidaturas”.
Ele lembrou também que sua candidatura em particular, conta com o apoio da maioria dos conselheiros tutelares do Estado. Ele lembrou que foi eleito conselheiro tutelar em 2009, com 1.375 votos e três anos depois, foi reeleito com mais de 4.700 votos principalmente dos moradores dos bairros da Várzea, Caxangá e Iputinga, que conhecem muito bem o trabalho social que ele presta.

​Em 2102, Davi Muniz foi eleito para a Câmara de Vereador do Recife e, quatro anos depois, foi reeleito, triplicando sua votação. Sua importância e o seu trabalho, fez com que fosse eleito presidente estadual do seu partido, o PEN, agora, transformado em Patriota.
Sobre a quantidade de deputados federais a serem eleitos pelo partido, o presidente da entidade não quis fazer previsões mas disse não ter dúvidas de que pelos menos dois deputados federais serão eleitos pelo Patriota. “Nós estamos organizando um partido que tem como principal objetivo defender os interesses dos trabalhadores organizados e também das comunidades mais carentes na Região Metropolitana e, no Interior, é conseguir melhores condições de vida e de trabalho para os agricultores e criadores”.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar