IMG-20180528-WA0061

Uma reunião entre o Governo do Estado e representantes de dezenas de representantes empresariais, sindicais e de Poderes Constituídos no Palácio do Campo das Princesas, apresentou várias propostas para o encontro de soluções para os impasses decorridos da greve estabelecida pelos caminhoneiros em todo o País.

Na ocasião, foram debatidas estratégias para a volta do abastecimento de combustível e o desbloqueio dos pontos de interdição nas rodovias federais e estaduais em Pernambuco. O governador Paulo Câmara (PSB), aproveitou a oportunidade para garantir principalmente, o transporte público estadual funcionará em sua totalidade.

O governador disse que o Governo do Estado vai agir. “Tivemos essa reunião com uma ampla representatividade da sociedade pernambucana, onde nós mostramos tudo o que estamos fazendo para evitar a paralisação dos serviços oferecidos à população, nesse período da greve dos caminhoneiros, e reafirmar que estamos trabalhando muito para o desbloqueio das estradas. O transporte público irá funcionar em sua totalidade e isso vai garantir o ir e vir das pessoas que usam diariamente os coletivos e também daqueles que estão com dificuldades de abastecer seus veículos particulares. Enfim, a gente vai ter condição, a partir de agora, de buscar outras alternativas para que haja a normalização desses serviços”.

IMG-20180528-WA0062

O chefe do Executivo ainda detalhou que os principais serviços tiveram pouco ou nenhum prejuízo no funcionamento ordinário. “Evidentemente que o prejuízo que essa greve dos caminhoneiros tem causado ao País é enorme, mas a gente está tomando medidas efetivas para que esses efeitos sejam minimizados aqui em Pernambuco. Nós ainda não tivemos nenhum prejuízo nas nossas unidades de saúde, todas estão funcionando normalmente, 100% dos hospitais de alta complexidade, hospitais metropolitanos, Upas. A rede estadual de educação funcionou com 65% das suas escolas normalmente, na última sexta-feira, 21% com funcionamento parcial e 14% não tiveram aula, mas estavam abertas para receber os alunos. Além disso, todas as unidades das Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros estão funcionando normalmente, com todos os serviços ordinários, sem nenhum prejuízo ao trabalho dos efetivos”.

Paulo assegurou também que o Governo de Pernambuco está trabalhando efetivamente para o desbloqueio das rodovias. “Nós já solicitamos ao Exército Brasileiro que nos informe como eles vão operar. Mas, independente da ação do Exército, nós vamos agir. Não podemos esperar mais que haja o desbloqueio, porque isso pode afetar, na próxima semana, serviços essenciais, principalmente na área da Saúde. E nós não vamos permitir isso. O diálogo está mantido, como sempre esteve, e vamos continuar abertos. Mas não podemos penalizar os nove milhões de pernambucanos que vão sofrer com o desabastecimento de áreas vitais”, frisou.

Para o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Pernambuco (Sindicombustíveis-PE), Alfredo Pinheiro Ramos, apesar das dificuldades que a categoria enfrenta, ela está de acordo com a priorização do abastecimento das áreas essenciais definidas pelo Governo.  “A gente vê a população muito apreensiva e compreendemos, mas não adianta essa movimentação atrás de combustível, porque nesse primeiro momento é melhor que a gente tenha segurança, saúde pública e escolas funcionando. O Governo do Estado não está parado. Está agindo, mas infelizmente há vários bloqueios e o Governo Federal não está tomando as devidas medidas de desbloqueio. Não adianta a gente vir com combustível e ficar retido nas estradas”.

De acordo com o prefeito do Recife, Geraldo Julio, a parceria e o apoio do Governo do Estado têm sido essenciais nesse período de dificuldade. “O Governo conseguiu garantir combustível suficiente  para os próximos dias, pra gente fazer a coleta de lixo, que é um dos serviços mais sensíveis pra nós. Porque se a gente perder 24 horas de coleta de lixo, a gente passa nove dias para conseguir recuperar por conta da logística. O Samu também está com o serviço garantido para os próximos dias, assim como as escolas e creches estão com merenda e água mineral também garantidos para os próximos dias, por causa desta ação conjunta com o Governo do Estado”.

PODERES – Mais cedo, o governador Paulo Câmara também se reuniu com representantes dos diversos Poderes Constituintes estaduais e federais para a discussão das medidas e estratégias definidas pelo Comitê de Crise. “Nós tivemos a oportunidade de conversar também com os poderes constituídos, onde nós apresentamos o que será feito, ao longo da semana, para enfrentamento desta situação.

Participaram da reunião, os membros do Judiciário federal e estadual, da Assembleia Legislativa (ALEPE), Ministério Público de Pernambuco e da União, do Tribunal de Contas, entre outras importantes instituições que a gente conta com o apoio para enfrentar essa situação.

Estiveram presentes, os presidente da ALEPE, Guilherme Uchoa, do TJPE, Adalberto de Oliveira Melo, do TRT 6ª Região, do TCE, Marcos Loreto, Ivan de Souza Valença Alves; representante do TRF 5ª Região, Élio Wanderley de Siqueira Filho, juiz federal Frederico Pinto Azevedo, procurador regional da República Marcos Costa, Chefe da Defensoria Pública da União, Tarcila Maia Lopes, Sub Procuradora Geral de Justiça, Lúcia de Assis, Sub Defensor Geral do Estado, Henrique Seixas.

Também participaram, secretário de Planejamento, Administração e Gestão do Recife, Jorge Vieira, os deputados estaduais Nilton Mota, Aluísio Lessa e Isaltino Nascimento, os secretários estaduais André Campos, da Casa Civil, Pedro Eurico, da Justiça e Direitos Humanos, Marcelo Barros, da Fazenda, Iran Costa, da Saúde, Fred Amâncio, da Educação, Antônio Limeira, chefe de Gabinete, Raul Goiana, da Habitação, Manuela Marinho, de Turismo, Esporte e Lazer, Antônio de Pádua, da Defesa Social, Francisco Papaléo, das Cidades, Alexandre Valença, de Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação, e Renato Thiebault, de Projetos Especiais, Cel. Eduardo Pereira, da Casa Militar. e o Procurador Geral do Estado Cesar Caúla (Procurador Geral do Estado.

Também estiveram presentes a prefeita de São Bento do Uma e representante da AMUPE, Débora Almeida, o presidente do Cremepe, André Dubeux, do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino, José Ricardo Diniz, da ABIH, Carlos Maurício Periquito, da ABRASEL, André Araújo, da ABAV, Marcelo Walked, do Sindicato de Emissoras de Rádio e Televisão, Vicente Jorge, da OAB, Ronnie Duarte, Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros, Elson Filho, da Urbana-PE, Fernando Bandeira, da  Federação das Micro e Pequenas Empresas, José Tarcísio, da Fecomércio, Josías Albuquerque, da Associação dos Sindicatos de Panificadores, Paulo Pereira, do Sinduscom, José Antônio Simon, da FIEPE, Felipe Coelho, do Sindaçúcar, Renato Cunha, da Associação de Fornecedores de Cana, Alexandre Andrade Lima, da Igreja Católica, Padre Luciano; da ABAP, Marcela Neves, do Sindipe, Cláudio Uchoa, da AVIPE, Edival Veras e Giuliano Malta, e da ASSERPE, Cléo Nicéas.

Fotos: Hélia Scheppa/SEI

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar