IMG-20180511-WA0033
Reeducandos do regime semiaberto e livramento condicional iniciaram minucioso serviço de preservação de casarios históricos na Rua do Amparo e a limpeza dos lagos na Praça do Carmo em Olinda. A iniciativa faz parte da ampliação de convênio de empregabilidade do Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) e Patronato Penitenciário, com a Prefeitura de Olinda.

Na preservação dos casarões, eles trabalham dentro do projeto “Pinte seu Patrimônio”, da Secretaria de Patrimônio do município, retirando a pintura antiga das casas, a maioria do século XVIII e XIX, para colocar tinta a base de cal. De acordo com a secretaria, os serviços são muito minuciosos, já que precisam de cuidados no momento da remoção para não danificar a edificação. Por isso, eles passaram por capacitações ministradas por arquitetos e arqueólogos.

O prefeito Professor Lupércio disse que o trabalho é de grande relevância, pois o casario é um ponto fundamental para o turismo de Olinda, uma vez que é muito procurado pelos turistas.

O superintendente do Patronato Penitenciário, Josafá Reis, disse que o programa visa colocar os reeducandos no mercado de trabalho. “Através da empregabilidade e da qualificação profissional estamos atingindo o objetivo de tirar da criminalidade aqueles que querem uma oportunidade?, explica o superintendente do Patronato Penitenciário, Josafá Reis.

Na área de limpeza urbana, os reeducandos também capricham na varrição e limpeza da Praça do Carmo, inclusive dos lagos, de onde retiram diariamente entulhos e lixos.

A mão de obra dos reeducandos também é absorvida na Casa do Carnaval, onde realizam a manutenção de aproximadamente 15 mil metros de fitas que decoram toda a cidade durante os dias de momo; e na limpeza externa da casa onde funciona o Museu do Mamulengo.

IMG-20180511-WA0032

FOTOS: Ray  Evllyn

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar