Arquivos do mês Maio 2018

IMG-20180531-WA0113

Em coletiva concedida à Imprensa, no início da noite, governador ressaltou que mais de 650 caminhões deixaram o Complexo de Suape para abastecer com combustíveis e gás de cozinha a todas as regiões pernambucanas. Ação pacífica das forças policiais asseguraram a dispersão da manifestação de caminhoneiros, que durou oito dias em todo o País
Depois da normalização da distribuição da gasolina e óleo diesel na Região Metropolitana, o governador Paulo Câmara começou a tomar as providências para a distribuição do gás de cozinha. Ontem, mais de 650 caminhões-tanques saíram do Complexo Portuário de Suape, para abastecer o Estado com combustível e gás. O governador destacou, em entrevista coletiva de Imprensa, que o Governo de Pernambuco vai trabalhar para garantir a brevidade necessária para assegurar a volta da normalidade em todo território pernambucano. Na madrugada de hoje, o governador coordenou a operação que encerrou de forma pacífica as interdições das vias federais e estaduais, devido à manifestação nacional dos caminhoneiros contra a política de preços adotada pela Petrobras.

Paulo Câmara ressaltou que, agora, o Estado conta com apenas um ponto de bloqueio, no município de Ouricuri. Esses bloqueios chegaram a 29 no ponto alto da manifestação. “Vamos buscar celeridade para que combustíveis e gás de cozinha cheguem a todos os municípios, para que a normalidade seja restabelecida já nos próximos dias. Terminamos o dia de hoje de maneira muito melhor do que iniciamos, e isso mostra que, no que depender do escoamento interno de Pernambuco, não teremos nenhum tipo de problema para que as mercadorias e os insumos cheguem aos pernambucanos”.

O governador registrou a importância do planejamento realizado pelo Gabinete de Crise, que foi instituído para o enfrentamento da situação, e pelas forças policiais foi responsável para que a dispersão do movimento paredista ocorresse de forma rápida e tranquila, garantindo a integridade dos envolvidos e o sucesso da ação. “Uma operação muito complexa que não se faz do dia para noite. Pelo contrário: já estava na nossa organização desde o início do nosso Gabinete de Crise.  Foi feito de maneira profissional, de maneira que resultou no seu objetivo, que era desbloquear uma via fundamental para o escoamento da produção e aconteceu de maneira pacífica. Então, quero parabenizar também todos os esforços das nossas polícias em reestabelecer o ir e vir das pessoas”.

Com relação aos serviços públicos prestados à população pernambucana, Paulo reforçou que esses continuam garantidos. “As escolas estão funcionando normalmente. Desde o inicio dessa crise, não fechamos nenhuma. Na saúde, estamos dando atenção necessária a todos os municípios que precisem de transporte para trazer pacientes. A demanda caiu expressivamente, mas não tivemos nenhum relato de falta de atendimento que tenha resultado em agravamento de situação de doentes em Pernambuco”, registrou.

O governador reforçou, ainda, que, desde segunda-feira, o Governo do Estado manteve o transporte público nas ruas para atender à população. “E vamos ter condições de atender cada vez melhor agora em virtude da regularização do abastecimento”, destacou. Com relação aos produtos alimentícios do Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa), Paulo detalhou que, hoje, o abastecimento chegou a 50% do normal. “Então, temos uma expectativa de que, no máximo, até segunda-feira essa questão também chegue à normalidade”.

O secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, explicou que a operação realizada na madrugada da quarta-feira passada já vinha sendo estudada e debatida pelo Governo do Estado. “Debatemos o melhor momento e a melhor maneira de se realizar essa operação e, hoje, efetivamente, fizemos a operação na hora oportuna, com os meios adequados e com o mínimo de problemas que uma operação tão complexa como essa pode ter. O Governo do Estado já está atuando para que o único ponto de bloqueio em Pernambuco, no município de Ouricuri, seja desfeito”.

O comandante da Polícia Militar, Vanildo Maranhão, destacou que todo o planejamento do Governo de Pernambuco resultou em um ato pacífico. “A operação foi realizada com sucesso total, sem nenhum confronto, nenhum disparo, nem uso de gás. Realizamos essa operação durante a madrugada e a refinaria foi devolvida ao Estado de Pernambuco para que pudesse servir, como é a sua finalidade, à toda a sociedade pernambucana”, disse.

Para o Chefe da Polícia Civil, Joselito Kehrle, o trabalho foi eficiente. “A atuação da polícia foi cirúrgica, rápida e não deu margem a qualquer tipo de reação. Não houve a necessidade de nenhum confronto, portanto, não gerou nenhum incidente que viesse a necessitar de uma autuação em flagrante de quem quer que seja”.

O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Manoel Cunha, disse que a corporação atendeu a todos os chamados feitos pela população. “Conseguimos equalizar o funcionamento de todos os grupamentos tanto na Capital quanto no Interior. Administramos o volume de combustível que havia estocado em nossas viaturas e todos os pedidos de socorro feitos foram atendidos com presteza”.
Fotos: Aluisio Moreira/SEI

IMG-20180531-WA0111

O vereador do Recife e presidente estadual do Patriota, Davi Muniz, está entusiasmado com os entendimentos que estão sendo mantidos para a composição das chapas para as disputas a vagas na Câmara Federal e Assembleia Legislativa. Ele adiantou que está definido que o partido não fará coligações na disputa proporcional e que a decisão sobre o posicionamento em relação às chapas majoritárias.

Davi Muniz, que concorre a uma vaga na Câmara Alta, entende que o partido está muito bem representado na maioria dos colégios eleitorais e conta com a apoio de muitas lideranças políticas, empresariais e, principalmente, comunitárias. “Também já contamos com diversas entidades sindicais. Já recebemos a confirmação do apoio da Nova Central, que conta com 48 importantes sindicatos”.
Ressaltou também o apoio demonstrado pelo Sindicato dos Transportes Complementares. “Fomos procurados pelos dirigentes da entidade que reconhecem nosso trabalho e já nos dispusemos a apoiar as ações da entidade para regulamentar o funcionamento do serviço em todo o Estado. Os sindicatos, cooperativas e associações estão dispostos a apoiar nossas candidaturas”.
Ele lembrou também que sua candidatura em particular, conta com o apoio da maioria dos conselheiros tutelares do Estado. Ele lembrou que foi eleito conselheiro tutelar em 2009, com 1.375 votos e três anos depois, foi reeleito com mais de 4.700 votos principalmente dos moradores dos bairros da Várzea, Caxangá e Iputinga, que conhecem muito bem o trabalho social que ele presta.

​Em 2102, Davi Muniz foi eleito para a Câmara de Vereador do Recife e, quatro anos depois, foi reeleito, triplicando sua votação. Sua importância e o seu trabalho, fez com que fosse eleito presidente estadual do seu partido, o PEN, agora, transformado em Patriota.
Sobre a quantidade de deputados federais a serem eleitos pelo partido, o presidente da entidade não quis fazer previsões mas disse não ter dúvidas de que pelos menos dois deputados federais serão eleitos pelo Patriota. “Nós estamos organizando um partido que tem como principal objetivo defender os interesses dos trabalhadores organizados e também das comunidades mais carentes na Região Metropolitana e, no Interior, é conseguir melhores condições de vida e de trabalho para os agricultores e criadores”.

 

IMG-20180530-WA0278

A Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (ADAGRO), órgão vinculado à Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária anuncia aos criadores que a primeira etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa será prorrogada até o dia 15 de junho para a compra da vacina e até o dia 30 do mesmo mês para declarar o rebanho.

O motivo da prorrogação visa atender às centenas de criadores que não tiveram condições de concluir o processo de comprovação da vacinação por conta da greve dos caminhoneiros. Muitos informaram que fizeram as vacinações das reses mas não conseguiram encaminhar a documentação por falta de combustível ou de ônibus para a ADAGRO.

O Estado de Pernambuco e vários municípios decretaram Estado de Emergência devido ao desabastecimento de combustível. Com a paralisação dos caminhoneiros se prolongando, a distribuição de vacinas foi afetada e muitas localidades estão sem o produto para revender. O deslocamento dos produtores até os escritórios da ADAGRO também foi afetado, sendo mais prudente prorrogar o prazo para que nenhum produtor seja penalizado.

Até o momento, cerca de 50% do rebanho já foi declarado nos escritórios da Agência e cerca de 59 mil produtores ainda devem imunizar seus animais contra a doença. A Regional de Petrolina apresenta a menor cobertura vacinal 30%, já a Regional de Sertânia imunizou 67% do plantel.

O prazo estabelecido anteriormente, terminaria no dia 31 de maio, com a prorrogação o produtor tem mais 15 dias para realizar a vacinação e declarar o rebanho.

IMG-20180530-WA0277

Os moradores de Itapissuma e de Itamaracá e turistas estão comemorando a conclusão das obras de recuperação da Ponte Getúlio Vargas, conhecida como Ponte de Itamaracá, localizada na PE-035, que liga os dois municípios. Com a conclusão dos serviços, a circulação de veículos e pedestres foi totalmente liberada. A iniciativa realizada pelo Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Transportes, contou com investimento de R$ 2,9 milhões, recursos próprios.

A recuperação do equipamento foi autorizada pelo governador Paulo Câmara durante sua passagem pelo Litoral Norte, em agosto de 2017. Após a assinatura da ordem de serviço, as ações foram iniciadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), sem interferir no tráfego da ponte. As intervenções incluíram a recuperação das áreas de passeio e dos guarda-corpos, contemplando também a instalação de 16 novos postes de iluminação e a pintura de toda sua estrutura.

A ponte de Itamaracá, que foi construída há 70 anos sobre o Canal de Santa Cruz, possui 380 metros de extensão por 9,7 de largura. É o único acesso viário que liga a Ilha de Itamaracá ao continente, num trecho da rodovia PE-035, por onde circula diariamente, um fluxo  aproximado de 5 mil veículos, número que aumenta em 30% nos dias mais movimentados durante os feriados prolongados, datas festivas e nos períodos de férias escolares.

A iniciativa já está beneficiando diretamente mais de 51 mil moradores dos dois municípios, além de turistas e veranistas, que gostam de aproveitar as delícias da ilha nos finais de semana.

A ação está garantindo o ir e vir das pessoas com mais tranquilidade, conforto e segurança, resultando em uma melhoria na qualidade de vida da população, beneficiando também o setor de serviços, o mais representativo da economia local, com destaque para o turismo, uma vez que a Ilha de Itamaracá é um dos principais destinos do Litoral Norte pernambucano, que atrai milhares de turistas e veranistas do Brasil e do mundo, que buscam os atrativos da natureza e de lazer, principalmente no verão.

Ainda assim, os apoiadores da candidatura de Marília Arraes (PT) ao governo batem o pé e afirmam que nada está definido

IMG-20180530-WA0276

As conversas entre PT e PSB em Pernambuco evoluíram. Na manhã desta quarta-feira (30), uma reunião foi realizada por teleconferência do Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE) nacional do PT com membros do PT estadual. Na conversa, ficou estabelecido que será realizada uma reunião com integrantes do PSB, entre eles o próprio governador Paulo Câmara, para tratar de uma possível aliança entre petistas e socialistas. Ainda assim, os apoiadores da candidatura de Marília Arraes (PT) ao governo batem o pé e afirmam que nada está definido. Mas fontes ligadas ao Palácio do Campo das Princesas afirmam que o PT Nacional fez um indicativo claro pela aliança com Paulo e que “ela já está amarrada”.

“A conversa serviu para a gente se atualizar da evolução dos entendimentos que a direção nacional tem tido com partidos de esquerda, entre eles o PSB. Ainda não foi comunicada a decisão nem há retirada de candidatura. O que encaminhamos é que na próxima semana detalhar mais a possibilidade desdobrada com a participação com a direção de Pernambuco. Mas houve reunião de governadores do PT com PSB, e a conversa foi um passo a mais, depois Gleisi Hoffmann esteve com a direção do PSB e que isso está evoluindo está”, disse o presidente do PT em Pernambuco, Bruno Ribeiro.

ENCONTRO DO PT

Bruno destacou que até o momento segue de pé o encontro do próximo dia 10 de junho, quando 300 delegados devem decidir se o partido vai seguir com candidatura própria ou fazer a aliança. Caso a aliança concretizada, o senador Humberto Costa (PT) deve ocupar uma das vagas ao Senado Federal na chapa majoritária de Paulo Câmara.

Defensora da candidatura de Marília, a deputada estadual Teresa Leitão (PT) destaca que  nada será definido sem a participação de Pernambuco “Pelo que eu vi na teleconferência, essas conversas (PT e PSB) de fato estão ocorrendo, mas são inconclusivas. Gleisi afirmou que nada será definido sem a participação de Pernambuco e considerando as duas posições existentes. Tudo será pesado, os prós e os contras. Avalio que pra Marília a reunião foi boa. Ficou claro que os vazamentos de que estava tudo resolvido estão incorretos”, ressaltou.

Vaga no Senado

Se consolidando a aliança entre petistas e socialistas, a ideia é que uma das vagas do Senado seja reservada para que o senador Humberto Costa (PT) dispute a reeleição. Não há martelo batido sobre isso, mas a presença do PT na chapa majoritária já foi descrita como “natural” por membros do governo.

Quanto a participação dos petistas no governo do Estado, uma fonte do governo explicou que a destinação de um espaço para o PT na gestão estadual não está descartada, mas que é improvável. Isso porque faltam poucos meses para o fim do primeiro mandato. Por isso o PT poderia participar mais diretamente em um segundo mandato.

Por fim, rifando-se Marília Arraes da disputa, a vereadora poderia disputar um mandato de deputada federal ou estadual, desde que ela concorde em concorrer pela Frente Popular.

 

Fonte: JC Online

IMG-20180529-WA0340

Uma das maiores lideranças políticas do Brasil, a pré-candidata à Presidência da República Marina Silva confirmou, nesta terça-feira (29), seu apoio a Antonio Souza para o Senado em Pernambuco. A presidenciável e o empreendedor social reuniram-se em Brasília, para discutir os rumos da pré-campanha da Rede Sustentabilidade. No encontro, ficou combinado que Marina virá ao Recife para um ato de Antonio Souza, que será posteriormente agendado.

Marina Silva ficou impressionada com a história de vida de Antonio Souza; da infância pobre e com problemas de saúde ao sucesso como empreendedor social e ingresso na vida pública. “É uma satisfação poder conhecer você. Parabéns pela história, pela trajetória. E parabéns pela escolha que faz de caminhar conosco na Rede Sustentabilidade”, pontuou Marina Silva.

A pré-candidata também elogiou o estilo de liderança exercido por Antonio Souza. “Vamos trabalhar para mudar o Brasil; mudar o estado de Pernambuco. Para termos melhores dias. Ninguém melhor do que aqueles que conseguem liderar pelo exemplo. Uma vida que mostra como é possível superar as dificuldades. E é isso que o povo brasileiro faz todo dia: supera dificuldades”, afirmou Marina.

Antonio Souza agradeceu o apoio e mostrou-se empenhado em trabalhar muito para ampliar a votação da correligionária em Pernambuco. “A senhora foi muito bem votada no nosso estado. Vamos aumentar essa votação lá para que, em 2019, possamos ter uma presidente do Brasil diferente. Vamos ganhar Pernambuco e vamos ganhar o brasil”, destacou Antonio Souza, que forma a chapa majoritária da Rede com Julio Lossio, que sairá para governador, e Pastor Jairinho, que também concorrerá à Casa Alta.

IMG-20180528-WA0141

Por Marcelo Mesquita

O empresário Elias Meu Fí, com empresas em Pombos e Vitória de Santo Antão, está dando integral apoio ao movimento que está sendo realizado pelos caminhoneiros em todo o Brasil. Ele entende que a política que foi posta em prática pelo presidente da Petrobrás, Pedro Parente, é absurda e que só está beneficiando os especuladores que estão lucrando os tubos com os superavits que estão sendo alcançados pela empresa estatal.
Com seu linguajar peculiar e que é muito bem entendido pela população, ele afirmou ao Blog Revista TOTAL que a situação dos caminhoneiros é terrível e que o aumento do frete está prejudicando toda as camadas da população. Ele disse não entender como a Petrobras vende gasolina na Argentina, no Uruguai e no Paraguai por quase a metade do preço que é vendido aos brasileiros.
Ele criticou o presidente Michel Temer que está fazendo tudo para bancar a continuidade da gestão de Pedro Parente e sua politica de dolarização dos preços do diesel, da gasolina e até do etanol.
Como é que pode os preços do etanol serem direcionados pelo valor do dólar? A cana-de-açúcar usada na produção do etanol, também é comprada no exterior?
Arguiu Elias Meu Fí.

IMG-20180528-WA0065

Com selo Cepe, título será lançado no dia 5 de junho,

na Livraria Jaqueira, a partir das 18h

Em O Trem para Branquinha, dos engenhos às usinas de açúcar no Nordeste Oriental: histórias familiares (1796-1966), livro do professor, economista e escritor Gustavo Maia Gomes, narrativas biográficas se entrelaçam a fatos históricos tecendo um registro social, econômico e político da região, sobretudo, dos séculos XIX e XX. A obra, que sai com o selo da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), marca a estreia do autor como historiador e tem lançamento marcado para o dia 05 de junho, na Livraria Jaqueira, a partir das 18h.

O livro tem prefácio da presidente da Fundação Gilberto Freyre, Sônia Freyre Pimentel, que o considera uma importante fonte para o estudo açucareiro. “A fartura de citações toponímicas, fotografias, endereços comerciais, árvore genealógica familiar e outras mais, servirão hoje e muito mais no futuro ao estudo da sociedade do Brasil”, destaca. Aborda, em suas 564 páginas, as transformações do Nordeste canavieiro, dos engenhos às grandes unidades agroindustriais de açúcar, a decadência econômica rural e a evolução urbana, resgatando e contextualizando a saga de sua família, majoritariamente de proprietários engenhos de açúcar, fazendas de cana e usinas.

O Trem para Branquinha (nome da cidadezinha alagoana onde estão fincadas as raízes dos Maia Gomes) inicia a viagem histórica em 1796, mas dá destaque ao período compreendido entre 1811 (nascimento de Maria Madalena da Silva, sua trisavó materna) a 1966 (morte de Nominando Maia Gomes, avô paterno). “Tive como ponto de partida e fio condutor o reconhecimento de que as vidas dos meus parentes não transcorreram em um vácuo, nem se perderam na absoluta inexpressividade. Elas foram não apenas influenciadas pelos já referidos acontecimentos e circunstâncias políticos, econômicos e culturais; mas também ajudaram aproduzir esses mesmos acontecimentos e a manter ou modificar as respectivas circunstâncias”,assegura o autor.

Ex-diretor do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), ex-secretário de Planejamento, Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco (1991), Gustavo Maia Gomes é um estudioso das questões regionais nordestinas e é autor de livros nesta temática, como Política Agrícola no Nordeste (1970), Conflito e Conciliação, Economia de Pernambuco(org./2006) e Política Regional no Mundo Contemporâneo (2011).

SERVIÇO:

Lançamento do livro O Trem para Branquinha

Data: 05 de junho

Horário: 18h

Local: Livraria Jaqueira

Endereço: Rua Antenor Navarro, 138, Jaqueira

Valor do livro: R$ 60,00 e 18,00 (e-book)

Telefone para entrevistas:

Gustavo Maia Gomes (autor) : (81) 3267-9955/9.9657.1010/gustavomaiagomes@gmail.com

IMG-20180528-WA0061

Uma reunião entre o Governo do Estado e representantes de dezenas de representantes empresariais, sindicais e de Poderes Constituídos no Palácio do Campo das Princesas, apresentou várias propostas para o encontro de soluções para os impasses decorridos da greve estabelecida pelos caminhoneiros em todo o País.

Na ocasião, foram debatidas estratégias para a volta do abastecimento de combustível e o desbloqueio dos pontos de interdição nas rodovias federais e estaduais em Pernambuco. O governador Paulo Câmara (PSB), aproveitou a oportunidade para garantir principalmente, o transporte público estadual funcionará em sua totalidade.

O governador disse que o Governo do Estado vai agir. “Tivemos essa reunião com uma ampla representatividade da sociedade pernambucana, onde nós mostramos tudo o que estamos fazendo para evitar a paralisação dos serviços oferecidos à população, nesse período da greve dos caminhoneiros, e reafirmar que estamos trabalhando muito para o desbloqueio das estradas. O transporte público irá funcionar em sua totalidade e isso vai garantir o ir e vir das pessoas que usam diariamente os coletivos e também daqueles que estão com dificuldades de abastecer seus veículos particulares. Enfim, a gente vai ter condição, a partir de agora, de buscar outras alternativas para que haja a normalização desses serviços”.

IMG-20180528-WA0062

O chefe do Executivo ainda detalhou que os principais serviços tiveram pouco ou nenhum prejuízo no funcionamento ordinário. “Evidentemente que o prejuízo que essa greve dos caminhoneiros tem causado ao País é enorme, mas a gente está tomando medidas efetivas para que esses efeitos sejam minimizados aqui em Pernambuco. Nós ainda não tivemos nenhum prejuízo nas nossas unidades de saúde, todas estão funcionando normalmente, 100% dos hospitais de alta complexidade, hospitais metropolitanos, Upas. A rede estadual de educação funcionou com 65% das suas escolas normalmente, na última sexta-feira, 21% com funcionamento parcial e 14% não tiveram aula, mas estavam abertas para receber os alunos. Além disso, todas as unidades das Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros estão funcionando normalmente, com todos os serviços ordinários, sem nenhum prejuízo ao trabalho dos efetivos”.

Paulo assegurou também que o Governo de Pernambuco está trabalhando efetivamente para o desbloqueio das rodovias. “Nós já solicitamos ao Exército Brasileiro que nos informe como eles vão operar. Mas, independente da ação do Exército, nós vamos agir. Não podemos esperar mais que haja o desbloqueio, porque isso pode afetar, na próxima semana, serviços essenciais, principalmente na área da Saúde. E nós não vamos permitir isso. O diálogo está mantido, como sempre esteve, e vamos continuar abertos. Mas não podemos penalizar os nove milhões de pernambucanos que vão sofrer com o desabastecimento de áreas vitais”, frisou.

Para o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Pernambuco (Sindicombustíveis-PE), Alfredo Pinheiro Ramos, apesar das dificuldades que a categoria enfrenta, ela está de acordo com a priorização do abastecimento das áreas essenciais definidas pelo Governo.  “A gente vê a população muito apreensiva e compreendemos, mas não adianta essa movimentação atrás de combustível, porque nesse primeiro momento é melhor que a gente tenha segurança, saúde pública e escolas funcionando. O Governo do Estado não está parado. Está agindo, mas infelizmente há vários bloqueios e o Governo Federal não está tomando as devidas medidas de desbloqueio. Não adianta a gente vir com combustível e ficar retido nas estradas”.

De acordo com o prefeito do Recife, Geraldo Julio, a parceria e o apoio do Governo do Estado têm sido essenciais nesse período de dificuldade. “O Governo conseguiu garantir combustível suficiente  para os próximos dias, pra gente fazer a coleta de lixo, que é um dos serviços mais sensíveis pra nós. Porque se a gente perder 24 horas de coleta de lixo, a gente passa nove dias para conseguir recuperar por conta da logística. O Samu também está com o serviço garantido para os próximos dias, assim como as escolas e creches estão com merenda e água mineral também garantidos para os próximos dias, por causa desta ação conjunta com o Governo do Estado”.

PODERES – Mais cedo, o governador Paulo Câmara também se reuniu com representantes dos diversos Poderes Constituintes estaduais e federais para a discussão das medidas e estratégias definidas pelo Comitê de Crise. “Nós tivemos a oportunidade de conversar também com os poderes constituídos, onde nós apresentamos o que será feito, ao longo da semana, para enfrentamento desta situação.

Participaram da reunião, os membros do Judiciário federal e estadual, da Assembleia Legislativa (ALEPE), Ministério Público de Pernambuco e da União, do Tribunal de Contas, entre outras importantes instituições que a gente conta com o apoio para enfrentar essa situação.

Estiveram presentes, os presidente da ALEPE, Guilherme Uchoa, do TJPE, Adalberto de Oliveira Melo, do TRT 6ª Região, do TCE, Marcos Loreto, Ivan de Souza Valença Alves; representante do TRF 5ª Região, Élio Wanderley de Siqueira Filho, juiz federal Frederico Pinto Azevedo, procurador regional da República Marcos Costa, Chefe da Defensoria Pública da União, Tarcila Maia Lopes, Sub Procuradora Geral de Justiça, Lúcia de Assis, Sub Defensor Geral do Estado, Henrique Seixas.

Também participaram, secretário de Planejamento, Administração e Gestão do Recife, Jorge Vieira, os deputados estaduais Nilton Mota, Aluísio Lessa e Isaltino Nascimento, os secretários estaduais André Campos, da Casa Civil, Pedro Eurico, da Justiça e Direitos Humanos, Marcelo Barros, da Fazenda, Iran Costa, da Saúde, Fred Amâncio, da Educação, Antônio Limeira, chefe de Gabinete, Raul Goiana, da Habitação, Manuela Marinho, de Turismo, Esporte e Lazer, Antônio de Pádua, da Defesa Social, Francisco Papaléo, das Cidades, Alexandre Valença, de Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação, e Renato Thiebault, de Projetos Especiais, Cel. Eduardo Pereira, da Casa Militar. e o Procurador Geral do Estado Cesar Caúla (Procurador Geral do Estado.

Também estiveram presentes a prefeita de São Bento do Uma e representante da AMUPE, Débora Almeida, o presidente do Cremepe, André Dubeux, do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino, José Ricardo Diniz, da ABIH, Carlos Maurício Periquito, da ABRASEL, André Araújo, da ABAV, Marcelo Walked, do Sindicato de Emissoras de Rádio e Televisão, Vicente Jorge, da OAB, Ronnie Duarte, Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros, Elson Filho, da Urbana-PE, Fernando Bandeira, da  Federação das Micro e Pequenas Empresas, José Tarcísio, da Fecomércio, Josías Albuquerque, da Associação dos Sindicatos de Panificadores, Paulo Pereira, do Sinduscom, José Antônio Simon, da FIEPE, Felipe Coelho, do Sindaçúcar, Renato Cunha, da Associação de Fornecedores de Cana, Alexandre Andrade Lima, da Igreja Católica, Padre Luciano; da ABAP, Marcela Neves, do Sindipe, Cláudio Uchoa, da AVIPE, Edival Veras e Giuliano Malta, e da ASSERPE, Cléo Nicéas.

Fotos: Hélia Scheppa/SEI

IMG-20180525-WA0138

O Comitê de Monitoramento de Crise foi instalado pelo governador Paulo Câmara (PSB), diante da delicada situação que todo o Brasil enfrenta, com a paralisação dos caminhoneiros e os bloqueios nas rodovias federais e estaduais. A operação irá acompanhar e definir estratégias, junto às secretarias e órgãos estaduais, para a manutenção e garantia da prestação dos serviços essenciais e prioritários em apoio à população, na Saúde, na Segurança e no Transporte Público. O Comitê atuará, primordialmente, na centralização das informações e na divisão dos esforços aos poderes responsáveis com mais foco e precisão. A reunião aconteceu no Centro Integrado de Operações de Defesa Social (CIODS), no Recife.

O governador reconheceu que a situação é muito grave e que a decisão tem o objetivo de minimizar os problemas vividos pelos pernambucanos. “Determinei à nossa equipe que a maior prioridade é manter os serviços essenciais aos pernambucanos, nas áreas de Saúde, Segurança Pública e transporte público de passageiros. Vamos fazer o que estiver ao nosso alcance. Sabemos que esse movimento é nacional, que depende de decisões do Governo Federal para que a greve seja encerrada. Em Pernambuco, vamos trabalhar muito para os serviços essenciais sejam mantidos”.

O secretário da Casa Civil, André Campos, disse que todos os serviços essenciais oferecidos pelo Governo do Estado serão mantidos, sem qualquer tipo de ônus para os pernambucanos. “A população não pode ser prejudicada. Estamos montando toda uma estrutura para que esses serviços, embora possam ter algum tipo de dificuldade ou redução na frota, no caso do sistema público de transporte, sejam mantidos a qualquer custo”.

IMG-20180525-WA0139

SEGURANÇA – O Estado vai garantir o funcionamento dos serviços públicos essenciais, mantendo o serviço ordinário e excluindo a possibilidade da falta combustível para abastecimento do efetivo. Para isso, já estão sendo montadas estratégias que garantam o abastecimento das viaturas da Polícia Militar, da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Científica.

O Secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, garantiu que não haverá a redução do efetivo e que as viaturas continuarão sendo abastecidas normalmente. “Não há problema do abastecimento das viaturas da polícia aqui em Pernambuco. Os pernambucanos podem ficar tranquilos, porque a Polícia Militar está presente e está mantendo o seu serviço ordinário, a Polícia Civil continua fazendo as suas investigações, o Corpo de Bombeiros continua atuando e a Polícia Científica também continua atuando normalmente com as suas viaturas”.

SAÚDE – No âmbito da Saúde, o secretário Iran Costa ratificou que o Governo do Estado está monitorando toda a rede hospitalar pública estatal em Pernambuco e que questões como a falta de combustível para as ambulâncias, o envio de insumos e vacinas, além chegada dos profissionais aos locais de trabalho estão sendo tratadas com muita firmeza. “Temos a determinação do governador Paulo Câmara para que todas as unidades do Estado funcionem. Temos preocupação com os combustíveis para as ambulâncias, com a chegada dos insumos e dos profissionais até os hospitais. Dificuldades vão acontecer, mas tudo isso está sendo pontualmente tratado para que nenhum serviço de saúde seja prejudicado”, assegurou.

FISCALIZAÇÃO – Com relação ao abuso de cobrança, seja nos postos de combustíveis ou nas prateleiras dos supermercados, o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, pontuou que essa prática não será tolerada em Pernambuco. “O Procon irá aos postos de gasolina e supermercados, bairros e feiras livres. Vamos trabalhar em cima da questão do abastecimento da população. Não é possível se admitir reajustes desnecessários. Isso está previsto no Código de Defesa do Consumidor, no artigo 39, inciso dez, e quem praticar dessa maneira, de forma abusiva, será alcançado pelos fiscais. Não podemos admitir que alguns tentem sumir com produtos das prateleiras para, depois, buscar aumentar o preço. Vamos ter controle sobre a distribuição e sobre a comercialização dos preços dos alimentos”.

EDUCAÇÃO – O Governo de Pernambuco também está atento à área da educação, garantindo o funcionamento de todas as escolas da rede estadual. A grande prioridade é que nenhum estudante, tanto do Interior quanto da Região Metropolitana do Recife, seja prejudicado em relação ao conteúdo. O secretário de Educação, Fred Amâncio, afirmou que a avaliação será realizada dia a dia. “As escolas estarão abertas amanhã para que os alunos possam ter o atendimento necessário dentro do que for possível. Para os estudantes que tiverem dificuldade, será montada uma estratégia de reposição das aulas para que nenhum deles seja prejudicado em relação ao conteúdo”.

IMG-20180525-WA0140

Participaram da reunião, representantes da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Complexo Portuário de Suape, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Científica, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Rodoviária Federal, Comando Militar do Nordeste, Secretarias Estaduais de Justiça e Direitos Humanos, da Casa Civil, de Saúde, de Educação, Grande Recife Consórcio de Transporte, Secretaria de Planejamento e Gestão do Recife, Guarda Municipal do Recife e Ministério Público de Pernambuco.
Fotos: Aluísio Moreira/SEI

Fechar