Arquivos do mês abril 2018

 

IMG-20180403-WA0066

A Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE) vai promover nos próximos dias 5 e 6, no Centro de Convenções, em Olinda, o 5º Congresso Pernambucano de Municípios, que abordará o tema “Objetivos do Desenvolvimento Sustentável”. Na oportunidade, será lançado o Prêmio Prefeito Empreendedor, que visa reconhecer os gestores municipais que mais se destacaram em obras relacionadas à conservação do meio ambiente.
A abertura do conclave terá a participação do governador Paulo Câmara (PSB), do presidente da AMUPE e prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota (PSB), que falarão sobre a importância dos assuntos a serem abordados durante as mesas redondas.
No encerramento, acontecerá a palestra proferida pelo professor Jaboby Fernandes, da UFPE, sobre a relevância das compras sustentáveis. O professor é um dos idealizadores das modificações que estão sendo elaboradas sobre as Leis de Licitações.
Participarão dos debates os secretários estaduais Márcio Stefanni, do Planejamento, Frederico Amâncio, da Educação, e Felipe Carreiras, do Turismo, além de Roberto Tavares, presidente da Compesa.
Entre os debatedores estão confirmadas as presenças do cantor Silvério Pessoa, do desembargador do Tribunal de Justiça Bartolomeu Bueno e dos prefeitos João Alfredo Bertolucci, de Gramado (RS), e Antônio Carlos Vilaça, de Barcarena (PA), município onde aconteceu o desastre ecológico provocado pelo derramamento de material químico por uma empresa da Noruega.

IMG-20180402-WA0003

Por José Nivaldo Junior*

Caríssima amiga,

Ter tido oportunidade de conviver com você e os seus filhos, João Vicente e Denise, constitui um dos orgulhos da minha vida.

Você é a personalidade brasileira atual mais simbólica e emblemática, tendo sido a mais bela, expressiva e participativa primeira-dama de todos os tempos.

Você e o seu marido, João Goulart (Jango) além de belos, ricos e famosos, eram preocupados com os destinos do País e a libertação do povo.

João Goulart foi presidente da República até o fatídico 1o de abril de 1964.

Vice-presidente eleito, chegou ao poder com a renúncia de Jânio Quadros. Submetido a um plebiscito, ganhou com mais de 80% dos votos.

No dia 13 de março de 1964 você estava ao seu lado quando ele propôs, no Comício da Central do Brasil, as chamadas “reformas de base”.

Um conjunto de medidas capazes de modernizar a economia e a sociedade e estabelecer a verdadeira promoção social, a partir de uma Reforma Agrária planejada para dar certo.

A reação das elites conservadoras, da ala reacionária das forças armadas e da igreja obscurantista foi fulminante. Taxaram o plano de “comunista”, uma das mentiras mais ridículas de todos os tempos.

Com o apoio dos Estados Unidos, deram um golpe, rasgaram a Constituição. Instituíram uma ditadura e um estado terrorista que cassava mandatos, prendia, censurava a imprensa e as artes, torturava e/ou matava quem ousasse discordar ou reagir.

No dia 1o de abril de 64, há 53 anos, o Brasil renunciou à independência e ao desenvolvimento.

Quando a longa noite da ditadura acabou, você tinha sofrido perseguições, amargado o exílio, perdido o marido.

Retornou sem destilar mágoas nem ressentimentos.

Vive discretamente, ajudando a cultivar e preservar a memória de Jango e do sonho que vocês sonharam juntos.

Você é uma das maiores mulheres que o século XX produziu.

O não reconhecimento coletivo da grandeza do seu papel só revelam o quanto a nossa sociedade tem que avançar em matéria de consciência e valores históricos.

Você é a personificação da esperança que um dia nosso País acalentou.

E que, esperamos, um dia renasça.

Pois o sonho não morre nunca.

Receba um abraço carinhoso e emocionado.

*Publicitário, historiador e membro da Academia Pernambucana de Letras

IMG-20180402-WA0002

Na véspera do feriado de Páscoa havia rumores de que o Palácio estava buscando um nome que saísse do óbvio para a segunda vaga de senador na chapa de Paulo Câmara, uma vez que a primeira vaga esta pacificada que é de Jarbas Vasconcelos, que inclusive deverá oficializar a sua entrada no PSD ao longo desta semana devido a confusão envolvendo o MDB. Foram sondados alguns nomes como Janguiê Diniz, mas avançou muito a tese de Maurício Rands ser o nome que faltava para fechar a chapa de Paulo Câmara.

Rands tinha profunda relação com Eduardo Campos, sendo inclusive o seu nome preferido para disputar pelo PT a prefeitura do Recife em 2012, naquela confusão que acabou tirando João da Costa da disputa, indicando Humberto Costa e culminou na sua saída da política, inclusive com a sua renúncia ao mandato de deputado federal conquistado em 2010. Fora da política há seis anos, Rands circula no meio empresarial e no meio político com muita desenvoltura e poderia significar a unidade da Frente Popular no sentido de preterir outros nomes como André Ferreira, Eduardo da Fonte, Sebastião Oliveira e Humberto Costa que são lembrados para o posto.

O ex-deputado e ex-petista teve uma conversa na semana passada com o deputado federal Augusto Coutinho e o prefeito de Olinda, Professor Lupercio, e praticamente sacramentou a sua entrada no Solidariedade, um partido neutro que está bastante fortalecido junto ao governador Paulo Câmara, inviabilizando qualquer possibilidade de o partido rumar para a oposição.

Com a conta de Rands e Jarbas confirmada na chapa majoritária, ficaria a vaga de vice-governador em aberto, certamente para ser dada a alguém do Agreste ou do Sertão que oscilaria entre Odacy Amorim, caso seja do PT a indicação, José Queiroz do PDT ou Sebastião Oliveira do PR. O governador teria uma chapa eclética, leve e robusta para buscar a reeleição e jogaria a pressão para a oposição que até agora não sabe que rumo tomar para as eleições deste ano.

Fonte:Blog do Edmar Lyra

Fechar