IMG-20180223-WA0098
O deputado estadual Guilherme Uchoa (PDT), presidente da Assembleia Legislativa, que há duas décadas faz parte da Frente Popular de Pernambuco, anunciou que vai deixar o seu partido no próximo dia 7 e poderá abandonar a base política do governador Paulo Câmara (PSB). O motivo da saída é a recusa do Diretório Estadual do PDT em aceitar o pedido de filiação do empresário Guilherme Uchoa Junior, que tem intenção de se candidatar a uma vaga na Câmara Federal.

Uchoa Junior está filiado ao PSB, mas está procurando  uma legenda para disputar o mandato de deputado federal em melhores condições eleitorais. Esperava-se que o empresário fosse para o PDT para fazer dobradinha com o pai. A cúpula do partido não aceitou a filiação e existe a especulação de que a decisão foi tomada porque não estão sendo aceitos os pré-candidatos que tenham a expectativa de receberem mais de 50 mil votos.

A decisão irritou Guilherme Uchoa por entender que o governador Paulo Câmara não está conseguindo controlar os aliados. Os comentários indicam que o PDT deverá formar uma “chapinha” com o PCdoB, PP, PSL e Solidariedade.

Em conversa com jornalistas, Guilherme Uchoa ironizou a decisão: “Eu já vi partido rejeitar filiação de gente que não tem voto, mas candidato com chance de se eleger, é a primeira vez”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar