IMG-20180126-WA0084

O Centro Integrado de Ressocialização (CIR), localizado em Itaquitinga, está bem próximo de ter uma parte tornada presídio federal de segurança máxima. Os primeiros entendimentos começaram a ser definidos em uma reunião entre o governador Paulo Câmara e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Torquato Jardim. Deverá ser uma Unidade de Regime Fechado (URF). O interesse do Governo Federal, através do Ministério da Justiça, no assunto foi confirmado por Paulo Câmara logo após o encontro ocorrido em Brasília.

Em dezembro, técnicos da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco receberam o corpo técnico do Ministério da Justiça para uma vistoria na área já construída, como parte dos estudos de viabilidade. Foi verificado que as edificações estão em bom avanço físico para atender aos requisitos da implantação de uma unidade prisional federal.

Também participaram da reunião no Ministério da Justiça, o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico; o procurador-geral do Estado, César Caúla; e o secretário executivo da Casa Civil, José Neto.

O Centro Integrado de Ressocialização, em Itaquitinga, está funcionando desde o dia 8 passado, quando Paulo Câmara entregou a Unidade I, cujas obras estão concluídas.  As intervenções, que inicialmente foram concebidas para ser uma Parceria Público-Privada (PPP), que caducou em 2015, custaram aproximadamente R$ 10 milhões aos cofres do Governo do Estado.

Durante a visita ao equipamento, o governador aproveitou para assinar a Ordem de Serviço para o início das obras da Unidade II do Complexo Prisional.  Para a conclusão da Unidade II, deverão ser investidos pelo Governo do Estado mais R$ 10 milhões.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar