Arquivos do mês dezembro 2017

IMG-20171201-WA0028O atacante Luiz Fernando Pereira da Silva, ou simplesmente Fernandinho, um dos responsáveis pela conquista do título do Grêmio de Campeão das Américas em 2017, começou a sua carreira profissional no futebol pernambucano. Aos 17 anos, o jogador, natural de Santa Bárbara D’Oeste, em São Paulo, veio até Pernambuco tentar carreira no futebol local.  Reprovado em dois testes no Santa Cruz, e em um teste no Náutico, Fernandinho foi contratado pelo Central de Caruaru, em 2004, e 13 anos conquistou a Libertadores pelo Grêmio.

Na terceira tentativa com o Santa Cruz, ele foi aprovado. Fernandinho foi até o distrito de Ameixas, no município de Cumaru comemorar a conquista, que coincidia com o dia do seu aniversário, 25 de novembro. Ele recebeu convite do melhor amigo para fazer um passeio a cavalo que resultou em um acidente trágico. O animal que estava sem arreio, se chocou contra um poste e o amigo morreu na hora, enquanto Fernandinho sofreu fraturas na bacia. “Por pouco não fiquei paralítico”, disse, em entrevista ao jornal Zero Hora em 2014.

Hoje, Fernandinho é casado com a irmã do melhor amigo que foi vítima do acidente. O jogador, que atua no Grêmio desde 2013, quase ficou paralítico naquela ocasião, e precisou se afastar três meses do gramado para se recuperar do ferimento. Quando estava apto para jogar, ele se reapresentou no Santa Cruz, e o clube exigiu um novo teste, mas o jogador recusou, e tentou o Náutico, onde também foi reprovado, de acordo com o site Zero Hora Foi neste momento que apareceram a Portuguesa-PR e em seguida, o Central-PE (2003 – 2004).

Durante a carreira Fernandinho ainda passou pelo Ferroviário (2005 – 2006), Iraty (2006 – 2007), Citizen (2007 – 2008), Grêmio Barueri (2008 – 2009), São Paulo (2009 – 2012), Al Jazira (2012 – 2013), Atlético Mineiro (2013 – 2014), Hellas Verona (2014 – 2015), Flamengo (2015 – 2016), e finalmente Grêmio (2013 – 2014 / 2016 – 2017), clube onde conquistou o título mais importante de sua trajetória. O Grêmio foi campeão pela terceira vez da Copa Libertadores da América ao vencer o Lanús, em Buenos Aires, por 2×1. O resultado colocou o time na lista dos maiores vencedores brasileiros do torneio, igualando ao Santos e São Paulo.

IMG-20171201-WA0029Pep Guardiola é reverenciado em muitos lugares do mundo como um gênio. Um divisor de águas na maneira de entender futebol. Há fanáticos chamados de guardiolistas, que seguem os dogmas do técnico quase como integrantes de uma seita. Fanatismo à parte, é fato que Guardiola tem seu toque de Midas onde chega.

Mas precisa de um tempinho. Depois de uma primeira temporada claudicante no Manchester City, ele prometeu que o segundo ano seria melhor. Teve milhões para contratar e montar o time ao se gosto. E, olha, valeu a pena para o torcedor do City esperar.

Com a vitória sobre o Huddersfield, fora de casa, na última rodada da Premier League, o time chegou a 37 pontos, oito acima do segundo colocado, o rival Manchester United. Isso em 13 jogos. São incríveis 94,9% de aproveitamento. 12 vitórias e um empate. Nenhuma derrota. 42 gols marcados e apenas oito sofridos. É escandaloso. Assombroso.

Mas um detalhe chama ainda mais a atenção: o saldo de gols do City de Guardiola é de 34. Maior do que o número de gols marcados – e não o saldo – de qualquer outro rival na tabela. O segundo ataque mais positivo é do United, com 28 gols. E já são 11 vitórias consecutivas. Realmente, Pep não chegou para brincar nesta temporada. Quase dez anos depois de surgir como técnico no Barcelona, ele continua a espantar. Só nos resta aplaudir.

Fechar