IMG-20170725-WA0112

Os problemas e soluções vividos pelos gestores das Prefeituras Municipais começaram a ser discutidos no 4º Congresso Pernambucano dos Municípios, promovido pela associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE), que está acontecendo até amanhã, no Centro de Convenções. Centenas de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, secretários e jornalistas estão participando dos debates com especialistas e analistas.
O governador Paulo Câmara (PSB) disse que o congresso é de muita importância. “Os gestores municipais estão tendo imensas dificuldades para administrar as Prefeituras, pois a cada dia estão recebendo mais atribuições e menos recursos para cumpri-las, por conta da forte crise econômica que atingiu o Brasil nos últimos três anos. Esse congresso é uma excelente oportunidade para discussão dos problemas e apresentação das soluções que já obtiveram êxito”, afirmou Câmara, lembrando que participou das três primeiras edições.
O presidente da AMUPE, José Patriota (PSB), convocou os prefeitos a se unirem para encontro de saídas para superação de todas as dificuldades. “Os prefeitos têm de sentir orgulho do cargo que ocupam e da responsabilidade que receberam de seus eleitores. Reconhecemos a situação complicada dos políticos, mas não podemos nos nivelar por baixo. Vamos ter coragem de fazer. Esse congresso é uma grande oportunidade de trocarmos experiência, com especialistas inclusive internacionais”.
Também elogiaram a iniciativa da AMUPE, Ranílson Ramos, do Tribunal de Contas do Estado (TCE), e os presidentes das Associações Municipalistas da Paraíba, Tota Guedes, e da Bahia, Eudes.
Na abertura do Encontro foram assinados Memorandos de Entendimento do Conselho de Arquitetura e Urbanismo CAU-PE), a entidade da Organização das Nações Unidas, ONU-HABITAT, e a AMUPE e ainda a assinatura do Termo de Cooperação Técnica com a Seplag e o Instituto de Gestão Eduardo Campos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar