IMG-20170719-WA0114

“Olinda. Proposta para trânsito seguro e mobilidade urbana.”
A mobilidade nos centros urbanos é sempre um tema muito complexo, não seria diferente na Cidade Patrimônio da Humanidade, o Professor Lupércio, como gosta de ser chamado o Prefeito de Olinda, escolheu para a pasta o Coronel da Polícia Militar Gustavo Alves de Lira, que entre seus diversos cargos na corporação militar, foi Comandante do 1º BPM – Batalhão Duarte Coelho, designação histórica em homenagem ao 1º Donatário da Capitania de Pernambuco, tendo como responsabilidade o policiamento de todo município de Olinda.
Revista Total. Secretário, qual o maior desafio de sua pasta.
Em uma cidade com tamanhas desigualdades, sejam sociais ou econômicas, temos desde a Orla Marítima, com belas praias, diga-se de passagem, até áreas de morros com difíceis acessos, estreitos e complexos corredores de transporte, seria muito simplista apontar apenas um desafio.
Para que tenhamos um bom trânsito, apresentam os especialistas, são necessários 03 fatores, o 1º a engenharia, com vias estruturadas, pavimentadas e com boa geometria, possibilitando a fluidez dos veículos e acesso aos transeuntes, ao lado da devida e regulamentar sinalização, seja ela gráfica, vertical e horizontal, ou semafórica.
2ª a fiscalização, promovida pela atuação do Agente de Trânsito Municipal ou por equipamentos eletrônicos, que hoje temos apenas na Av. Olinda, Rua do Farol e Orla Marítima, para a qual já temos estudos para implantação em outras vias.
E por fim a 3º, a educação, onde dividimos a responsabilidade com todos na manutenção de um trânsito com segurança, o bom senso, respeito à sinalização e a todas as normas de circulação.
O CTB dedicou um capítulo (capítulo VI, arts 74 a 79) ao tema, dando essa atribuição aos órgãos componentes do sistema nacional de trânsito. Como disse o educador Paulo Freire, “ a educação não é a solução, mas não há solução sem educação”.
Por ser da área, o Professor Lupércio tem nos recomendado a intensificar campanhas educativas, com o Volta às Aulas, o Maio Amarelo e outras que vamos desenvolver ao logo do ano, como o respeito às vagas destinadas para idosos e deficientes, o não uso de celular enquanto dirige, pois a distração é um dos fatores de risco para quem está ao volante.
Nas campanhas educativas intensificamos a preocupação com a segurança e os diversos fatores de risco para quem está ao volante, orientando ao respeito aos limites de velocidade, principalmente em frente de escolas ou lugares de grande concentração de pessoas; que os motociclistas usem sempre equipamentos de proteção, capacete, luvas, botas e jaquetas. Dirigir cansado ou com sono é tão perigoso como dirigir alcoolizado. Que o motorista também é pedestre, e que gentileza melhora a convivência no trânsito.

RT a sinalização semafórica que o senhor citou, funciona bem em Olinda.
Temos 98 cruzamentos com semáforos, 100% modernizada com controladores centralizáveis, grupos focais com lâmpadas de LED, que representa uma grande economia no consumo de energia elétrica. Os principais corredores, como a Av. Pres. Kennedy, Av. Gov Carlos de Lima Cavalcanti, Av. Pres. Getúlio Vargas e a Av. José Augusto Moreira, são todos sincronizados eletronicamente, bastando o motorista manter uma velocidade média, e todos respeitarem a sinalização, não fazendo giros à esquerda, estacionar em local proibido ou transpor a faixa contínua, será plenamente possível percorrer toda via na “onda verde”.
RT O sistema de Taxi atendo a demanda do município
Olinda possui uma legislação própria para a exploração de serviço de transporte de passageiros por taxis, que é cumprida à risca, com recadastramentos e vistorias periódicas, na busca de uma melhor prestação do serviço de taxi, que se trata de uma permissão do serviço público, permissão esta que precisava de regras, neste sentido, diante de duas demandas, a primeira pelas queixas de vários passageiros, principalmente mulheres, que se viam incomodadas em tomar um Taxi com motorista de bermuda, camiseta, falando palavras grosseiras, e a segunda, o próprio sindicato da categoria que vem buscando um melhor padrão de atendimento para seus clientes, principalmente em tempos de crise e da concorrência com aplicativos de transporte privado de passageiros, estabelecemos duas opções de trajes para o taxista durante o serviço, o veículo é seu instrumento de trabalho e o ponto de taxi é seu escritório, então deve ter todo o cuidado necessário. Os trajes que devem ser utilizados, o social, com camisa de manga longa ou curta, cor única ou listras discretas, calça social e sapato social, e uma segunda opção, o esportivo, com camisa tipo pólo, também de cor única ou listras discretas, calça jeans de corte tradicional, liso e cor escura sapato social, sapatênis ou tênis, para as permissionárias, o traje equivalente, lembrando que dirigir embriagado reduz o tempo de reação, aumentando o risco de acidentes. Se beber, vá de ônibus, taxi ou carona.
Aproveitamos para estabelecer que o veículo, além das normas de trânsito, incluindo todos os equipamentos obrigatórios, deve estar limpo e higienizado, incluindo cintos, assentos, painel e filtro do ar condicionado, sempre buscando melhores condições de segurança e conforto para o passageiro.
RT o Transporte Escolar também é regulamentado.
O Transporte escolar é uma grande preocupação da gestão, sabemos que são profissionais que transportam diariamente nossos maiores patrimônios, nossos filhos, que além das exigências do Código de Trânsito, fizemos de forma inédita, uma capacitação para todos os condutores, abordando temas como mobilidade, legislação de trânsito, formas de estacionar, parar, embarcar e desembarcar o estudante. Estamos agora passando a intensificar a fiscalização do transporte clandestino, sempre pedindo aos pais e responsáveis que escolham apenas condutores com veículos devidamente cadastrados pela STT/Olinda.
RT Como atuam os Agentes de Trânsito
Temos um corpo orgânico de Agentes de Trânsito, todos designados para o cargo mediante concurso público. Como meta do Plano de Governo do Prof. Lupércio, ficou deliberada a importância da capacitação de todo quadro, pois são os principais responsáveis pela organização do Trânsito e necessitam do fortalecimento do conhecimento no sentido de obter melhores resultados nas suas ações, logo, firmamos uma parceria com o SEST/SENAT, para realização de um curso com as matérias: legislação de trânsito, por ser uma legislação muito dinâmica; relações interpessoais, éticas e sociais, proporcionando o desenvolvimento de atitudes comportamentais e éticas, e; mobilidade urbana, orientando o Agente de Trânsito sobre ações simples e bem direcionadas, que podem melhorar a dinâmica de mobilidade na cidade.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar