Armando-Monteiro-vbkp71155955O senador Armando Monteiro Neto (PTB) já está articulando a chapa majoritária que irá disputar as eleições no próximo ano. Ele conta como certa a saída do PSB do grupo político do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) e com o apoio dos ministros Mendonça Filho (DEM), da Educação, e Bruno Araújo (PSDB), das Cidades.

Durante o último final de semana, muitas conversas foram mantidas entre o pré-candidato ao Governo do Estado e o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM). Nas entrevistas, todos negaram que o assunto “eleição” tivesse sido abordado, mas o Blog Revista TOTAL conseguiu descobrir que os entendimentos estão bastante adiantados.

Segundo a fonte da TOTAL, a chapa majoritária de Armando será complementada por Mendoncinha e Bruno Araújo, como candidatos ao Senado. O candidato a vice-governador deverá ser o ministro Fernando Bezerra Filho (PSB) ou o ex-governador João Lyra Filho (PSDB). A coordenação da campanha deverá ser feita por Ana Arraes, mãe do ex-governador Eduardo Campos.

Para fortalecer ainda mais a campanha, Armando conta com grandes puxadores de votos para a Câmara Federal, como João Lyra ou Fernando Filho, Humberto Costa (PT),Silvio Costa, Antônio Campos, Marília Arraes, que já falou com o ex-presidente Lula sobre sua disposição de se candidatar.

Além desse fortíssimo grupo, o senador petebista contará com a força de líderes municipais importantes, como Raquel Lyra (Caruaru), Miguel Coelho (Petrolina), Luciano Duque (Serra Talhada), Ricardo Teobaldo (Limoeiro), Izaías Regis (Garanhuns) e os mais recentes prefeitos eleitos, Célia Salles (PTB), em Ipojuca, e Hélio dos Terrenos (PTB), em Belo Jardim.

E para fechar sua conta, Armando Neto conta com a coligação com a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que, segundo as últimas pesquisas eleitorais, tem mais de 60 por cento das intenções de votos em Pernambuco e já considerado pelos analistas políticos, como o maior cabo eleitoral da próxima campanha, caso não tenha sua prisão decretada e torne-se inelegível.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar