Arquivos do mês fevereiro 2017

INOKWGA família de Marisa Letícia, esposa do ex-presidente Lula, decidiu doar todos os seus órgãos depois da confirmação de sua morte cerebral pela equipe médica (constatação de ausência de fluxo cerebral) que a está atendendo no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Seus familiares disseram que essa foi a decisão tomada por ela há algum tempo, por entender que seria uma ajuda importante para as pessoas que precisam realizar transplantes para melhoria de sua qualidade de vida.
O ex-presidente Lula ainda não fez declarações à Imprensa, mas pessoas próximas adiantaram que ele está desesperado embora já tivesse conhecimento dos problemas de saúde da esposa em decorrência do AVC.
Marisa Letícia foi uma mulher de muita força, que acompanhou Lula desde o tempo de atuação sindical e formação do Partido dos Trabalhadores. Existem informações, não confirmadas, que foi ela quem desenhou a primeira bandeira do PT.
COMPANHEIRA – Lula sempre tratou a esposa como companheira e a elogiava com frequência, por considerá-la a mulher ideal para um homem que tinha uma vida atribulada como a dele. “Ele nunca reclama de nada, reconhece a necessidade que tenho de me ausentar com frequência e está sempre disposta a me confortar quando estou de cabeça quente por algum motivo”, afirmou Lula durante entrevista ao radialista Geraldo Freire, da Rádio Jornal, de quem é grande amigo.
O ex-presidente contou que conheceu Marisa em 1973, em São Bernardo do Campo (SP), achou-a muito bonita e inteligente, começaram a namorar e logo depois resolveram casar-se, o que aconteceu no ano seguinte.
O casal teve três filhos, Fábio, Sandro e Luiz Claúdio.
RECONHECIMENTO – O Blog Revista TOTAL externa nessa ocasião, sincero pesar pelo acontecido, reconhecendo a importância de dona Marisa Letícia no acompanhamento do então presidente Lula em todas as decisões que ele tomou em defesa dos interesses dos trabalhadores brasileiros e especialmente, do que ele fez por Pernambuco e consequentemente, pelos Municípios pernambucanos, que se desenvolveram de forma expressiva durante os oito anos de seus mandatos.
Somos testemunhas dos inúmeros encontros dela e do então presidente Lula com o então governador Eduardo Campos, quando medidas importantes para o desenvolvimento de nosso estado foram tomadas e anunciadas, melhorando consideravelmente a qualidade de vida dos pernambucanos.

myjtdjO prefeito Aglaílson Junior, de Vitória de Santo Antão, está entusiasmado com o apoio que vem recebendo do governador Paulo Câmara o que lhe dá todas as condições para a realização de grandes obras no município, melhorando consideravelmente a vida da população da cidade e da zona rural. O governador lhe prometeu apoio em todas as áreas, já tendo orientado os secretários estaduais a atenderem todas as reivindicações do gestor.
Uma das primeiras decisões foi a de recuperar a PE 45, a importante estrada da Zona da Mata que liga Vitória à Escada, por onde passam diariamente, centenas de ônibus e caminhões de cargas e milhares de automóveis e que se encontra em precárias condições, como já foi noticiado pelo Blog Revista TOTAL.
Com todas essas condições, Aglaílson tem amplas condições de realizar uma gestão de sucesso, melhorando as condições do atendimento nas áreas da Saúde e Educação, além de incentivo aos agricultores e criadores.

Por Márcio Maia

loihiybkjniO jornalista Evaldo Costa disse não acreditar que a queda do avião onde viajavam o então candidato à Presidência da República Eduardo Campos e outros assessores tenha sido um acidente. Ele adiantou que as conclusões a que chegaram as autoridades aeronáuticas são sem profundidade e apontam causas sem muita precisão, como cansaço do piloto e desconhecimento da área do aeroporto de Santos.
As afirmações foram feitas durante uma entrevista concedida ao jornalista Heron Cid, no mês de novembro passado, e que foi ao ar na última segunda-feira, no programa “Frente a frente”, transmitido pela TV Arapuã, de João Pessoa, Paraíba.
O pensamento de Evaldo Costa é compartilhado por muitos familiares do político morto e também por pessoas ligadas a ele e que tinham certeza de que ele seria eleito presidente da República, no pleito de 2014, uma vez que os dois candidatos que disputavam nos primeiros postos das pesquisas de opinião pública, Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) tinham forte rejeição popular.
Evaldo Costa é um jornalista de muita experiência profissional, tem intenso trabalho político, inclusive tendo trabalho durante muitos anos na assessoria dos ex-governadores Miguel Arraes e Eduardo Campos.
O acidente com Eduardo Campos não é aceito pela opinião pública, assim como o ocorrido recentemente com o ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki.

12
Fechar