Redação

multaOs moradores de mais de 50 municípios de Pernambuco estão convivendo com um sério problema nos últimos meses: são obrigados a percorrer dezenas de quilômetros para conseguirem retirar dinheiro depositados em agências bancárias. A questão é que os bancos não têm interesse em recuperar os imóveis destruídos durante arrombamentos, principalmente os localizados em cidades pequenas.
O problema maior para a população dessas cidades é que em muitas delas, não existe outra instituição bancária, o que obriga os clientes a irem sacar o dinheiro em cidades com até 100 km de distância. Até instituições oficiais, como Prefeituras, Cartórios etc. estão prejudicadas. Por conta desse problema, muitos estabelecimentos comerciais estão tendo grande prejuízo, porque os clientes fazem suas compras nas mesmas cidades onde fazem os saques”.
Além de gastarem dinheiro com transporte, as pessoas ainda se arriscam a serem assaltadas nas estradas, pois os ladrões percebem que muita gente que sacou dinheiro nos bancos, está nos veículos, retornando para suas residências.
Para resolver o problema, o Governo do Estado, através do Procon-Pernambuco, está exigindo que as agências voltem a funcionar nos próximos dias. Caso as agências não estejam funcionando, as instituições bancárias terão que pagar uma multa no valor de R$ 100 mil por dia.
O secretário de Justiça, Pedro Eurico, disse que os banqueiros não têm mostrado interesse em recuperar os imóveis atacados pelos ladrões. “Os banqueiros não se interessam porque já receberam o dinheiro do seguro e preferem deixar as agências fechadas, mesmo sabendo que os clientes estão tendo muitos prejuízos”.
Estão obrigadas a funcionar as agências do Bradesco, Itaú, Santander, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar