roberto_freireCom a nomeação de Roberto Freire (PPS) para o ministério da Cultura, Pernambuco passou a contar com cinco ministros no governo Michel Temer. Bruno Araújo (PSDB), Cidades; Mendonça Filho (DEM), Educação ; Raul Jungmann, Defesa (PPS) e Fernando Filho, Minas e Energia (PSB). Também é pernambucano o senador Romero Jucá (PMDB), indicado para a liderança do Governo na Casa. Jucá, no entanto, fez carreira política em Roraima, estado que representa no Senado.

Em toda a história da República, jamais Pernambuco teve tanta representatividade política. Entre 1995 e 2002 a vice-presidência foi ocupada pelo ex-governador Marco Maciel, mas nem neste período tivemos tantos pernambucanos na gestão. Entre 2003 e 2010 Luiz Inácio Lula da Silva (PT), pernambucano de nascença mas com carreira inteiramente construída em São Paulo, foi presidente do Brasil. Apesar do prestígio dos pernambucanos junto a Lula, o Estado jamais chegou a ter tantos filhos no primeiro escalão.

Esta presença tão forte pode trazer bons frutos para Pernambuco, em especial num momento de crise, liberando recursos para as obras que o Estado precisa.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar