Por Márcio Maia

bancarios_greve700Os bancários entraram em greve por tempo indeterminado por conta da decisão dos banqueiros de não atenderem as reivindicações feitas pela categoria. As conversações começaram há vários dias e não houve acordo. Os trabalhadores estão pedindo um reajuste de 14,78 por cento enquanto a Federação Nacional dos Bancos (Febraban) ofereceu apenas 6,5%. Como não chegaram a um entendimento, os trabalhadores decidiram decretar a greve.
A presidenta do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Suzineide Rodrigues, disse que os banqueiros não se contentam com os imensos lucros que têm alcançado nos últimos anos e estão negando um aumento real de cerca de 5% que está sendo solicitado pela categoria. “A ganância dos banqueiros é sem limite e querem se aproveitar dos trabalhadores para aumentarem ainda mais a lucratividade”. Nos últimos anos, os lucros dos bancos brasileiros ultrapassam os R$ 15 bilhões anualmente e os juros cobrados chegam a mais de 400% ao ano.
Segundo avaliação do próprio Sindicato, cerca de 70 por cento das agências do Estado estão fechadas e a entidade está realizando movimentação para mostrar aos clientes que os banqueiros estão trabalhando com muita pressão e ganhando muito pouco.
APOSENTADOS – A líder da categoria adiantou que, na reunião de ontem à noite, os bancários pernambucanos decidiram deixar cinco agências do Bradesco abertas na Região Metropolitana para que os aposentados tenham condições de receber os seus benefícios. “Não queremos prejudicar a população, principalmente os aposentados, por isso apresentamos a proposta que foi aprovada por unanimidade pela categoria”, explicou a sindicalista.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar