download (19)

Como o Blog Revista TOTAL informou em primeira mão, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) encaminhou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), os nomes de nada menos de 1598 gestores públicos que estão com documentação irregular em decorrência de descumprimento de alguma lei, nos últimos cinco anos. Por conta disso, os políticos podem ser impugnados e enquadrados na Lei da Ficha Limpa.
A relação foi entregue dentro do prazo estabelecido pela legislação eleitoral e será analisada pelos promotores e juízes do TRE. O presidente do TCE, Carlos Porto, disse que a razão mais desrespeitada é o não recolhimento das contribuições previdenciárias dos servidores municipais. Isso causa um dano enorme para aquelas pessoas que pensam que estão com suas aposentadorias garantidas e no futuro, não conseguem se aposentar”, afirmou.
As outras causas mais comuns, segundo o levantamento do TCE, são a omissão na prestação de contas e os descumprimentos dos percentuais definidos pela Constituição para as despesas mínimas com Educação e Saúde e as máximas com as folhas de pagamento de pessoal.
O procurador Antônio Carlos Barreto Campelo disse que os políticos não serão automaticamente considerados inelegíveis. “Os documentos serão analisados e quando ficar comprovado que aconteceu um ato doloso de improbidade admninistrativa, o autor será enquadrado como Ficha Suja”, explicou.
A relação com os nomes de todos os apontados pelo TCE pode ser verificada na página do TCE na Internet no endereço: tce.pe.gov.br
fonte da redação 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar