untitled

A comissão especial do impeachment no Senado aprovou, com três abstenções, o cronograma de trabalho com os próximos passos.

O depoimento de Dilma Rousseff foi marcado para o dia 6 de julho. Senadores governistas se abstiveram de votar, mas a proposta foi aprovada mesmo assim.

A data do interrogatório da presidente afastada ainda é uma previsão e pode ser adiada. Dilma pode optar por comparecer ou não à comissão.

No início do mês, o primeiro cronograma aprovado pelo colegiado previa o depoimento da petista para a última segunda-feira (20).

De acordo com o presidente da comissão, Raimundo Lira (PMDB-PB), o novo calendário foi formulado com a “concordância dos advogados [de acusação e de defesa], do relator [Antonio Anastasia (PSDB-MG)]” e dele. A previsão das datas foi classificada por Anastasia como “factível e exequível”.

Abstiveram-se de votar os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ), Fátima Bezerra (PT-RN) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), que integram a “tropa de choque” de Dilma na comissão.

Grazziotin chegou a apresentar questão de ordem argumentando que a votação era desnecessária, de acordo com o regimento interno do Senado, já que o calendário é apenas uma previsão. Lira ignorou o pedido e disse que ela poderia se abster, o que acabou acontecendo.

Próximos passos do processo na comissão

27/6 – 10h – Entrega do laudo da perícia (com 24 horas para pedidos de esclarecimentos)

28/6 – 10h – Pedido de esclarecimentos do laudo pelas partes (com 72 horas para esclarecimentos)

1º/7 – 10h – Entrega dos esclarecimentos (com 48 horas de prazo para laudos dos assistentes)

4/7 – 10h – Entrega dos laudos dos assistentes técnicos

5/7 – 11h – Audiência da junta de peritos e dos assistentes (um de cada parte)

6/7 – 11h – Depoimento da denunciada

De 7/7 a 12/7 – Alegações finais da acusação (cinco dias, conforme compromisso do denunciante)

De 13/7 a 27/7 – Alegações finais da defesa (15 dias)

De 28/7 a 1º/8 – Elaboração do parecer

2/8 – 12h – Leitura do parecer na comissão e vista coletiva

3/8 – 11h – Discussão do parecer na comissão

4/8 – 11h – votação do parecer na comissão

5/8 – Leitura do parecer em plenário

9/8 – Discussão e votação do parecer em plenário

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar