A Polícia Federal cumpriu hoje (15) de manhã, três mandados de busca e apreensão em três endereços de Pernambuco, cumprindo determinação do Supremo tribunal Federal (STF), dentro da Operação Catilinárias. Entre os investigados está o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), que teve seu escritório político no centro da cidade de Petrolina, no Sertão do Estado, vasculhado pelos policiais. Além das ações em Pernambuco, os federais cumpriram outros 50 mandados de buscas e apreensões.
O senador FBC não manteve contato com os jornalistas, mas sua assessoria divulgou uma nota onde diz que o político continua à disposição das autoridades judiciais e policiais para “colaborar com os ritos processuais e fornecer todas as informações que lhe forem demandadas”. A nota diz ainda que o senador reitera “a confiança no trabalho das autoridades”.
Esta é a segunda vez que a Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão contra o senador. Na primeira, em julho passado, como parte da Operação Politeia, um desdobramento da Operação Lava Jato, os agentes federais estiveram na residência do senador na praia de Boa Viagem, no Recife.

BUSCAS – Na capital pernambucana, a investida policial ocorreu na loja Grillo’s, na Estrada da Imbiribeira, onde foram feitas apreensões no escritório do estabelecimento comercial. No município de Brejão, a ação federal aconteceu na Agropecuária Nossa Senhora de Nazaré, que fica localizada dentro da Fazenda Esperança, pertencente ao empresário Aldo Guedes, ex-presidente da Copergás, qe pediu afastamento do cargo depois de ter seu nome envolvido nas investigações. Ele disse que iria sair da função para defender-se das acusações.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar