grupo

As potencialidades de Pernambuco nas áreas de negócios, turismo e inovação trouxeram uma comitiva do Conselho dos Embaixadores Árabes no Brasil para uma visita oficial ao Estado, na última quinta-feira (1º). O grupo, que reuniu representantes de nove países, foi recebido pelo governador Paulo Câmara no Salão Nobre do Palácio do Campo das Princesas. O encontro foi o primeiro do tipo realizado entre a entidade e o Governo. Ainda este mês, Pernambuco receberá representações da Holanda, Bélgica, Suíça, Chile, Cabo Verde e Espanha.
Também participaram da reunião o secretário-chefe da Assessoria Especial do governador, José Neto, e a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Lúcia Melo. A comitiva reuniu representantes da Palestina, Omã, Qatar, Jordânia, Marrocos, Tunísia, Líbia, Mauritânia e Sudão; além de membros da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, da Liga Árabe e do Itamaraty.
“Estamos iniciando uma relação que pode gerar muitos frutos comerciais, e, ao mesmo tempo, uma troca de experiências. Pernambuco, mais uma vez, está sendo reconhecido como um Estado que tem um potencial enorme, com muita gente interessada em conhecê-lo, principalmente, a partir do desenvolvimento econômico que tem ocorrido nos últimos anos”, avaliou Paulo Câmara.
Ao destacar o interesse do Estado na expertise dos países árabes, sobretudo nas áreas de petróleo e gás, o governador exaltou o interesse do grupo pelo potencial pernambucano no polo de energia eólica e também no setor de turismo. “São coisas que casam bem com o que a gente acredita e vem trabalhando. É hora de vermos as oportunidades de fazer parcerias comerciais que possam render frutos, tanto na área de emprego e geração de renda, quanto na de tecnologia, inovação e criatividade”, argumentou Câmara.
Embaixador do Estado da Palestina e decano do Conselho dos Embaixadores, Ibrahim Alzeben falou em nome do grupo e classificou o encontro como “fraterno” e “aberto”. A autoridade também agradeceu a oportunidade de “conhecer de perto” o Estado. “Vocês são dotados de uma natureza muito bonita. Temos uma balança comercial de US$ 300 milhões e a nossa expectativa é de que de que esse montante seja duplicado ou triplicado”, afirmou Alzeben, ao salientar a capacidade de Pernambuco.
A relação comercial entre o Brasil e os países árabes movimenta anualmente US$ 25 bilhões, especialmente nos setores de alimento, gás e petróleo. Para o embaixador do Estado da Palestina, “tanto o Brasil quanto os países árabes têm muito o que receber e o que oferecer”.
SUAPE – Na manhã desta sexta-feira (2), o grupo visitará o Complexo Industrial Portuário de Suape e o Estaleiro Atlântico Sul.  Às 15h, eles participam de encontro com o trade turístico do Estado. Novas oportunidades nas áreas de negócios e turismo serão apresentadas pelos secretários de Desenvolvimento Econômico, Thiago Norões, e de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras, com os quais a comitiva se reúne, respectivamente, às 17h e às 18h.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar