Laís Alegretti e Alexandro Martello
Do G1, em Brasília

Um dia depois de a agência de risco Standard & Poor’s tirar o “selo de bom pagador” do Brasil, a presidente Dilma Rousseff realizou uma reunião de emergência na manhã desta quinta-feira (10) com ministros da coordenação política para tratar do rebaixamento do país.

A reunião de coordenação política, que envolve os principais ministros do governo, ocorre geralmente às segundas-feiras. Nesta semana, por causa do feriado da Independência, foi realizada na terça (8). O encontro desta quinta, marcado pela presidente, tem caráter extraordinário.

A nota do país foi rebaixada de “BBB-” para “BB+”, com perspectiva negativa. O rebaixamento do rating do Brasil para a categoria “especulativa” acontece menos de 50 dias após a agência ter mudado a perspectiva para negativa.No início desta quinta, o dólar operava em alta, após a notícia do rebaixamento.

A reunião teve início às 9h e terminou por volta de 11h. Segundo o Palacio do Planalto, participaram o vice-presidente, Michel Temer, os ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil), Joaquim Levy (Fazenda), Edinho Silva (Comunicação Social), Eduardo Braga (Minas e Energia), Gilberto Kassab (Ministério das Cidades), José Eduardo Cardozo (Justiça), Nelson Barbosa (Planejamento), Ricardo Berzoini (Comunicações). Também estão presentes o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), líder do governo no Senado, o senador José Pimentel (PT-CE), líder do governo no Congresso, e o deputado José Guimarães (PT-CE), líder do governo na Câmara.

Os ministros não falaram com a imprensa após a reunião. Uma entrevista coletiva foi marcada para o Ministério da Fazenda no início da tarde.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Fechar